terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Com as mão ocupadas...

Num dos locais mais escuros do País, procurava fazer imagens de rastos de estrelas com muito longas exposições. A noite apesar de quente, apresentava-se com uma grande limpidez atmosférica. A busca do local já tinha sido feita durante o dia pelo que só teria agora de colocar as máquinas, compor, afinar e esperar. Durante a fase de montagem, uma raposa andou por ali mais de 1 hora, ora aproximava-se ora se afastava. Logo após o início da exposição, um barulho na água revela a presença de outro mamífero: uma lontra. Esta tinha acabado de apanhar um peixe e veio calmamente para junto da máquina comê-lo. Esteve ali uns bons 3 minutos. Perante este cenário e com ambas as câmaras ocupadas, nada mais podia fazer senão apreciar este breve momento da natureza. Para a próxima levo mais uma máquina!